Intrusões: Guimarães Rosa-Bogotá Notas para uma tradução de “Páramo”

  • Bairon Oswaldo Vélez
Keywords: Portuguese-Spanish translation, Guimarães Rosa, Brazilian literature, Colombian literature, translation and alterity

Abstract

This paper comments on the first Spanish translation of João Guimarães Rosa's short story "Páramo", which narrates the exile of a Brazilian lost with mountain sickness in a cold and hostile Bogotá. This translation is briefly explained in the following pages, giving special emphasis to some prominent features of the original version, in addition to the cultural context, critical and theoretical readings and the translation strategy evident in the translator‘s intervention. Finally, it is made clear how a certain perspective of the other – present in the original version as well – passes through the translation process and indicates the conditions of its presentation in the target language. The original article is in Portuguese.

References

Acosta Peñaloza, Carmen Elisa. Invocación del lector bogotano de finales del siglo XIX: lectura de Reminiscencias de Santafé y Bogotá de José María Cordovez Moure. Santafé de Bogotá: Instituto Caro y Cuervo, 1993. Impresso.

Antelo, Raul. Marcel com Maria. Duchamp em los trópicos. Buenos Aires: Siglo XXI, 2006. Impresso.

Arturo, Aurelio. Obra poética completa. Barcelona-Madrid: ALLCA XX, 2003. Impresso.

Bolle, Willi. Grandesertão.br: o romance de formação do Brasil. São Paulo: Duas Cidades, 2004. Impresso.

Barbosa, Alaor. Sinfonia Minas Gerais: a vida e a literatura de João Guimarães Rosa. Brasília: I.G.E., 2007. Impresso.

Benjamin, Walter. ―A tarefa-renúncia do tradutor. Trad. Susana Kampff. Clássicos da teoria da tradução: antologia bilíngüe. Vol. 1 – Alemão/Português. Florianópolis: UFSC, 2001. 188-215. Impresso.

Benjamin, Walter. Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história da cultura. Trad. Sérgio Paulo Rouanet. São Paulo: Brasiliense, 1993. Impresso.

Candido, Antônio. ―A literatura e a formação do homem. Textos de intervenção. São Paulo: Duas Cidades, 2002. 77-92. Impresso

Candido, Antônio. ―Literatura e subdesenvolvimento. A educação pela noite e outros ensaios. São Paulo: Ática, 1987. 140-162. Impresso.

Candido, Antônio. ―O homem dos avessos. Coutinho 294-309.

Canfield, Martha. ―La aldea celeste o formas de una vanguardia americanizada. Arturo 573-593.

Cordovez Moure, José María. Reminiscencias de Santafé y Bogotá. Madrid: Aguilar, 1962. Impresso.

Costa Lima, Luiz. ―O mundo em perspectiva: Guimarães Rosa. Coutinho 500-513.

Coutinho, Eduardo, org. Coleção fortuna crítica 6 – Guimarães Rosa. São Paulo: Civilização Brasileira, 1991. Impresso.

Dacanal, José Hildebrando. Nova narrativa épica no Brasil. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1988. Impresso.

Didi-Huberman, Georges. Ante el tiempo: historia del arte y anacronismo de las imágenes. Trad. Oscar Antonio Oviedo Funes. Buenos Aires: Adriana Hidalgo, 2006. Impresso.

Flusser, Vilém. ―Estilo de Guimarães Rosa. Dubito ergo sum, s.d. Web. 6 out. 2011.

Freud, Sigmund. Lo ominoso. Obras completas. Trad. José Luis Etcheverry. Buenos Aires: Amorrortu, 1992. Impresso.

Gorostiza, José. ―Declaración de Bogotá. Muerte sin fin y otros poemas. México: F.C.E., 1983.100-101. Impresso.

Gutiérrez Girardot, Rafael. ―Historia y naturaleza en la poesía de Aurelio Arturo. Arturo 417-437. Impresso.

Houaiss, Antônio. Dicionário eletrônico Houaiss da lingua portuguesa. Rio de Janeiro: Editora Objetiva, 2001. CD-ROM.

Lorenz, Günter. ―Diálogo com Guimarães Rosa. Coutinho 62-97.

Menezes, Roniere. O traço, a letra e a bossa: literatura e diplomacia em Cabral, Rosa e Vinicius. Belo Horizonte: UFMG, 2011. Impresso.

Moreno-Durán, Rafael. ―Arturo, lejos de Camelot. Arturo 438-473.

Mujica, Elisa. ―Prólogo. Cordovez Moure 14-20.

Nancy, Jean-Luc. El intruso. Trad. Margarita Martínez. Buenos Aires: Amorrortu, 2006. Impresso.

Nogueira Galvão, Walnice. As formas do falso: um estudo sobre a ambigüidade no Grande sertão: veredas. São Paulo: Perspectiva, 1972. Impresso.

Perez, Renard. Em memória de João Guimarães Rosa. Rio de Janeiro: José Olympio. 1968.

Perez, Renard. ―Guimarães Rosa. Coutinho 37-46.

Roca, Juan Manuel. ―Bogotá revisitada en los libros. El malpensante 71 (2006). Web. 20 out. 2011.

Rónai, Paulo. ―Os vastos espaços. Rosa, Primeiras estórias XX-XIV.

Roncari, Luiz. O Brasil de Rosa. São Paulo: UNESP, 2004. Impresso. DOI: https://doi.org/10.7476/9788539302819

Rosa, João Guimarães. Ave, palavra. Rio de Janeiro: José Olympio, 1970. Impresso.

Rosa, João Guimarães. Correspondência com seu tradutor alemão Curt Meyer-Classon: (1958-1967). Belo Horizonte: UFMG, 2003. Impresso.

Rosa, João Guimarães. ―Discurso de posse. Perez, Em memória de João Guimarães Rosa 55-87. Impresso.

Rosa, João Guimarães. Estas estórias. Rio de Janeiro: José Olympio, 1976. Impresso.

Rosa, João Guimarães. Grande sertão:veredas. Rio de Janeiro: José Olympio, 1976. Impresso.

Rosa, João Guimarães. ―Páramo. Trad. Bairon Oswaldo Vélez Escallón. Número 69 (2011): 20-33. Impresso.

Rosa, João Guimarães. Primeiras estórias. Rio de Janeiro: José Olympio, 1978. Impresso.

Rosa, João Guimarães. Tutaméia. Rio de Janeiro: José Olympio, 1968. Impresso.

Rosa, Vilma Guimarães. Relembramentos: João Guimarães Rosa, meu pai. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2008. Impresso.

Sanín Cano, Baldomero. El oficio del lector. Caracas: Biblioteca Ayacucho, 1987. Impresso.

Vargas Osório, Tomás. Regreso de la muerte. Bogotá: Colcultura, 1983. Impresso.

Vélez Escallón, Bairon Oswaldo. Apresentação. ―Acerca de ‗Páramo‘ y su traducción. Rosa, ―Páramo 20. Impresso.

Vélez Escallón, Bairon Oswaldo. ―El lenguaje y la muerte en Gran sertón: veredas. Enunciación 14 (2009): 35-50. Impresso.

Vélez Escallón, Bairon Oswaldo. Grande sertão: veredas: uma epopéia da escrita. Diss. UFSC, 2010. Arquivo PDF.

Section
Articles